Biomassa

Energia Eólica e Solar de grande escala

Produção Descentralizada

Biomassa

Energia Eólica e Solar de grande escala

Produção Descentralizada

GREENVOLT

A GreenVolt opera no mercado das energias renováveis, com a ambição de ser pioneira na transição energética.

Valorizamos os recursos florestais e tiramos proveito da energia do vento e do sol.

Temos um papel ativo na luta contra as alterações climáticas. Promovemos um mundo mais equilibrado e sustentável no plano ambiental, social e económico.

Biomassa

A GreenVolt é a principal referência em Portugal na produção de energia a partir de biomassa florestal residual. Opera também numa central de biomassa residual urbana no Reino Unido, a Tilbury Green Power.

Energia Eólica e Solar de Grande Escala

Além da biomassa, a GreenVolt é uma das maiores empresas da Europa no segmento do desenvolvimento de projetos solares e eólicos de grande escala. A GreenVolt apresenta uma capacidade de aproximadamente 5,8 GW, dos quais cerca de 4,0 GW estão numa fase avançada ou ready-to-build. Além disso, a empresa opera em vários mercados em todo o mundo.

Produção Descentralizada

A GreenVolt está empenhada na produção de energia de forma descentralizada. Este é um dos principais eixos da transição energética e uma forma efetiva de reduzir os custos de energia.

A NOSSA ESTRATÉGIA

Foco na transição energética, assente numa estratégia bem definida

Um parceiro de confiança

Pessoas

Conhecimento local

Estratégia

Soluções

Últimas Notícias

24 Maio, 2022

GreenVolt mais do que triplica EBITDA e alcança lucros de 1,3 milhões de euros

A GreenVolt alcançou um resultado líquido ajustado de 1,3 milhões de euros no primeiro trimestre, um crescimento de 43% face ao período homólogo. O EBITDA mais do que triplicou neste período, com as receitas a apresentarem um crescimento expressivo na comparação com o primeiro trimestre de 2021.

18 Maio, 2022

GreenVolt vai desenvolver o primeiro parque eólico utility scale da Islândia

A GreenVolt – Energias Renováveis, S.A, através da sua subsidiária V-Ridium, chegou a acordo para a entrada no mercado de energias renováveis da Islândia. Fechou a compra de um projeto para o desenvolvimento de um parque eólico que terá uma capacidade instalada de 90 MW.